No coração do Parque Nacional Serra dos Órgãos encontra-se o mais belo mirante da Serra dos Órgãos. De lá, é possível contemplar toda a beleza e grandeza da Serra dos Órgãos, a cadeia de montanhas pontiagudas que deram nome ao Parque. 


O lugar é simplesmente um capricho natural, e, principalmente, geológico! Frente a frente com a majestosa Serra dos Órgãos, avistando paredões rochosos de aproximadamente 500 m de altura, seguida da Pedra do Garrafão, Agulha do Diabo, São João, Santo Antônio, Cabeça de Peixe, Dedo de Deus, Dedo de Nossa Senhora e Escalavrado. Abaixo, quase 300 metros de vale, um abismo colossal de onde emerge a Coroa do Frade, umas das montanhas mais bonitas do Parque, com 1.500 m de altitude.

Subiremos até os Castelos do Açú, uma longa subida de cerca de 8km, onde acamparemos para no dia seguinte ver o nascer do Sol e seguirmos rumo aos Portais de Hércules.

Os Castelos do Açú são formações rochosas no cume da montanha, considerados o segundo ponto mais alto do Parque Nacional Serra dos Órgãos com seus 2180 metros.
Acima os Castelos do Açú fotografado da Pedra do Sino.

Ao lado os Castelos do Açú ao lado do Abrigo (desativado).

O nascer do Sol do Topo dos Castelos do Acú




Após o vislumbrar do nascer do Sol partiremos rumo aos Portais de Hércules em um trekking de cerca de 1:30h.

A experiência de estar nesse lugar é quase indescritível, sensações e sentimentos "endêmicos" nascem através desse contato impactante com aquela paisagem, no mínimo, desafiadora.

É curioso observar que o nome Serra dos Órgãos teve origem na influência religiosa e espírito catequizador dos colonizadores, que estiveram na região. Assim, as rochas pontiagudas em linha decrescente foi associada a imagem do órgão, instrumento musical utilizado nas igrejas no período Barroco. Seguindo a linha de raciocínio de uma "criatividade" religiosa temos então o Dedo de Deus, a Agulha do Diabo, o Dedo de Nossa Senhora, o Nariz da Freira, a Coroa do Frade, a Verruga do Frade ...

Por tudo isso, os Portais de Hércules é o "deck" do PARNASO. O visual parece um privilégio dos Deuses, um lugar mágico que ainda cedeu espaço à Mitologia Grega.



Nivel de dificuldade:


Caminhada Pesada

Duração:

Cerca de 8 horas no primeiro dia e cerca de 10 horas no segundo dia.

O que inclui:

Transporte ida e volta do Rio de Janeiro até a entrada do Parque onde iniciaremos a caminhada (se optar por transporte)
Tíckets de entrada e permanência no Parque Nacional da Serra dos Órgãos por 2 dias
Pernoite no Abrigo em Bivaque (Levar saco de dormir, ou cobertor)
Utilização da cozinha no Abrigo podendo utilizar pratos, panelas e talheres
Guia de Turismo espcializado em Ecoaventura


O que não inclui:

Despesas pessoais
Passeios não descritos nos roteiros
Banho de água quente no abrigo. Cada banho custa R$20,00
Equipamentos pessoais (saco de dormir, barraca, isolante térmico, fogareiro etc)
Café da manhã, lanche de trilha

Valores por pessoa:

1 pessoa: R$ 860,00 Com transporte R$ 980,00
2 pessoas: R$ 495,00 Com transporte R$ 550,00
3 pessoas: R$ 450,00 Com transporte R$ 490,00
4 pessoas: R$ 400,00 Com transporte R$ 450,00
5 pessoas: R$ 380,00 Com transporte R$ 420,00
6 pessoas: R$ 360,00 Com transporte R$ 400,00

em até 12 x nos principais cartões